Facebook e Traição: Como Lidar com isso.

Há quem diga que, para bem ou mal, o Facebook é uma rede social perigosa. É fato. Existem diversos relatos na vida real de que foram muitos os casamentos e relacionamentos que foram desfeitos por causa de "coisas descobertas" naquela rede social. E é grande também o número de perfis falsos e de pessoas que se passam por outras no Facebook. Tudo ali é realmente suspeito.

como-lidar-com-traição-no-facebook

Há, como exemplo do que digo, aqueles "mocinhos" que na vida real se dizem fiéis à suas namoradas ou esposas, mas que na rede social traem. E há, igualmente, aquelas "mocinhas" que se mostram "santas" no dia a dia ou em seus casamentos, mas que no Facebook estão cheias de namorados e até "ocultam" seus amantes. Geralmente, esses "casos virtuais" acontecem com pessoas que moram em outros estados e que já tiveram – ou pretendem ter – passagem na região onde atualmente habitaria a pessoa. Porém, essa não é uma regra.

O que mais se observa, no entanto, no caso de uma traição entre casais, é uma total ausência de carinho, de respeito, atenção ou amor de alguém por seu par. O que, de uma certa forma, acaba repercutindo com mais intensidade nessa rede social, e termina por aproximar a pessoa de outras cujo pensamento, sentimento ou ideias sejam idênticas - pessoas que já tenham passado pelo mesmo problema, ou que atualmente estejam passando por eles.

É verdade que isto por si só não justifica e nem serve como justificativa para uma traição, porem cada um sabe sobre si e cada um tem seu próprio jeito de entender as coisas.

Existe, entretanto, nessas redes sociais, pessoas que são fiéis e que preservam seu relacionamento - mesmo com muitos solavancos - até o fim, e há também aquelas que, ao menor sinal de desconforto, jogam tudo para o alto. Por isso que se diz que o entendimento vai de cada um. Mas uma verdade clara é que há, realmente, as pessoas de má fé. Assim como no mundo real, no virtual, essas pessoas continuam sendo as mesmas. A diferença é que, na rede social, por causa da facilidade do anonimato, eles (ou elas) disfarçam melhor.

O anonimato da internet, apesar de todos os avanços que tivemos em questões de leis e justiça, ainda é alto. E é esse anonimato/impunidade que proporciona aos vilões e vilãs da vida real, dentro do Facebook, um campo propicio para que continuem a fazer suas "artes", suas "manobras", enganando, mentindo, ludibriando, pré-julgando e trapaceando os outros.

Todos nós sabemos e já ouvimos falar que "psicopatas" (no masculino e no feminino) são pessoas que adoram esconder sua personalidade real. Gostam de se passar por pessoas que não são e forçam a barra para convencerem os outros de que são "aquilo que elas ou eles estão vendo", ou seja, a imagem de uma pessoa boa, pura e humana.

A internet, para nós, é um bem fabuloso, e, para mim, particularmente, é uma extensão da vida real. E é por essa mesma razão que nas redes sociais, todo cuidado deve ser pouco. O vetor principal é não acreditar em tudo aquilo que você vê, lê ou escuta. Ter senso crítico é fundamental. É preciso buscar uma prova e saber se aquilo é realidade ou não. Se, por exemplo, você está em dúvidas sobre alguma coisa que leu, viu ou ouviu, ou mesmo sobre alguma pessoa, respire fundo, busque primeiro a verdade dos fatos, para só, depois, tomar uma atitude e a decisão naquele caso.

Suspeitar de algo ou alguém, em um primeiro momento, não é de todo ruim. Isto pode lhe render benefícios futuros – e até o principal, paz.

Dicas para ter uma Apresentação Espetacular na Internet

Quem trabalha hoje em dia sabe o quanto é difícil (impossível!) ficar fora da Internet. A web pode alavancar o seu negócio, e aumentar enormemente sua popularidade ou cachê. Um Ciberfólio, para quem não sabe, é uma página na internet, onde você, como profissional apresenta-se ao mundo. É algo no estilo "About Me" (sobre mim). O ponto inicial e importante onde você apresenta suas habilidades, qualificações, projetos e mostra a área em que atua ou deseja atuar. Um ciberfólio é diferente de um currículo porque é uma página de apresentação de seus trabalhos. Em um ciberfólio, por exemplo, vale mais a “chamada” do site do que o currículo em si. E fazer essa página profissional sobre você na web pode te trazer lucros e bons contratos, dizendo para os outros exatamente tudo o que eles precisam saber sobre seus conhecimentos e Know-How.

Abaixo, veja algumas dicas essenciais para criar o seu Ciberfólio. E, se você é um profissional, não perca tempo, crie o seu já.

ciberfolio-apresentacao-profissional-web


1 – É importantíssimo para um profissional ter seu portfólio na web, principalmente, aqueles que trabalham diretamente com ela como, por exemplo, web-designers, programadores, etc. Se não é possível ter um cibetfólio, ao menos tenha um blog ou site.

2 – Crie um ciberfólio simples, mas de impacto. Se, por exemplo, você produz vídeos, diga isto em sua homepage e inclua links para outras páginas onde estarão alguns exemplos de seus trabalhos. Não apresente seus trabalhos diretamente em sua página inicial.

3 – Seja o mais simples possível em sua homepage (veja a página exemplo do Google). Não force os visitantes a assistirem animações ou projetos em sua página inicial. Se fizer isto, há o risco de eles irem embora antes mesmo de conhecerem todo o seu trabalho.

4 – Não tente falar de suas experiências de uma única vez. Dê as informações por camadas. Primeiro, faça uma apresentação geral, com textos curtos, dizendo tudo o que você faz e onde pode ser encontrado. Se o visitante se interessar, vai entrar e buscar mais detalhes. Em sua página inicial, vale mais a forma como você se apresenta do que tudo o que sabe fazer.

5 – Tenha cuidado com o português. Revise sempre os textos. Pega mal ler um ciberfólio cheio de erros.

6 – Resista a tentação de pôr vídeos em sua homepage, de montar pirotecnias em Flash ou mostrar animações. Sua página de apresentação profissional deve ser a mais simples possível. E não esqueça de colocar as formas de contato, e-mail e telefone.

7 – Além de ter um layout bonito, a lógica do ciberfólio é a facilidade de navegação e ideias organizadas. Destaque a área em que trabalha ou que pretende trabalhar e ponha isso em primeiro plano em sua homepage. Ponha links para os trabalhos que já fez (ou faz) em outras páginas.

8 – Inclua seu currículo profissional, mas deixe que o visitante decida se quer vê-lo. Em um ciberfólio conta mais a apresentação do que o currículo. E não pense nunca em usar templates ou gabaritos já prontos na Net para sua homepage . É um tiro no pé. O que conta é a criação original.

Por último, e não menos importante, se você é iniciante, lembre-se que isto não é um motivo para não criar seu ciberfólio na rede. Desenvolva um trabalho para alguma empresa, crie uma identidade visual ou uma logomarca para uma ONG, faça o cardápio para o restaurante daquele seu amigo, elabore um ou vários vídeos criativos de sua família e conhecidos e inclua tudo isso em seu Ciberfólio. Seja organizado e objetivo. É meio caminho andado.

Boa sorte!

Imagem: Joy Till